sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Amor que sufoca - ser irmã mais velha

A ex Miss Desdentada, atual Princesinha Saltitante já dá indícios claros de que está entrando naquela fase egocêntrica do "eu quero, é meu e ninguém tasca". Exemplos disso estão se estocando na memória da família. E se o negócio descambar para os pertences, ela quer TODOS aqueles com os quais a irmã está brincando NAQUELA HORA.

 Conseguem ver uma nuvenzinha preta por cima da nossa toca nestas horas?

Pois é isso mesmo que está acontecendo. Cecília está um tanto estressada. Alega que a irmã está sufocando. Ainda ontem revelou estar arrependida de ter pedido uma irmã, preferia ter ficado só com minha filha Gigi - a girafa  clique aqui e confira) .

Cecília tem seus motivos mais que justos. Divide seu quarto e acorda de madrugada, às vezes para dar a chupeta à irmã. De manhã, acorda com a Matraquinha conversando e gargalhando no berço - quando não está já em pé, gritando "Citxíliaaaaaaaa". Se vai tomar banho, alguém fica na porta gritando até conseguir entrar e tomar banho junto. Se vai comer, tem uma criaturinha que sobe com o maior esforço do mundo na cadeira ao lado e pede "nham-nham". Tudo que Cecília fala encontra eco na vozinha fininha da Maricotinha.
 Suas roupas, calçados, guarda-roupas, vocabulário, brinquedos e o pior: sua mãe estão sendo roubados pela Pequena Distribuidora de Sorrisos.

Para garantir um mínimo de privacidade e silêncio, Cecília vai brincar trancadinha no quarto dos pais e, ainda assim, um serzinho branquinho de voz estridente bate na porta com total desespero: Citxíliaaaaaaaaaaaaaaa!!!! 


Pobre filha mais velha... ela não consegue compreender que é o ídolo, o espelho, a inspiração da irmã. Quer saber? Melhor assim. Ela vai continuar sua vida sem carregar o peso da resposabilidade de ser exemplo para alguém, tendo apenas nove anos.
 

4 comentários:

  1. Oi Lilian acabo de conhecer seu cantinho e me tornar seguidora!
    não deixe de participar do sorteio By Geo
    tenha um excelente fim de semana!
    fique com Deus ♥
    bjão
    segue @barbielieth ઇઉ
    www.coisasdeladdy.com

    ResponderExcluir
  2. Que amor essa fase. Agora pobre irmã mais velha, depois, amigas! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Lílian,

    Esse assunto que você trouxe á baila mexe muito comigo. Venho de uma família com 5 filhos. Não fui a primeira - fruto do amor, pegando fogo; não sou o segundo - o varão, vindo para continuar o nome; sou a terceira, quem sabe até mesmo culpa da famosa tabela tão em voga na época; para completar não sou a última, pois tenho também uma irmã e um irmão mais novo que eu. Quando queria ter o mesmo gosto da mais velha era uma pirralha metida a moça; quando queria me livrar de responsabilidades “me dizendo ainda pequena como os outros”, ouvia que já estava bem "grandinha". E ASSIM FUI CRESCENDO SEM TER COM QUE ME REVOLTAR. NUNCA GRITEI, XINGUEI OU BATI O PÉ, MAS SEMPRE RESOLVI AS COISAS AO MEU MODO. Entendo Cecília, perfeitamente.
    Mas isso tudo é muito bom, um dia ela saberá. Agora o pior de tudo foi que na pré- adolescência a preferência de minha irmã mais velha era para a mais nova, mais uma vez fui impedida de "crescer", de participar das paqueras, mesmo se fosse para levar recados. Bom isso é outra história. O melhor de tudo é não ser só. É maravilhoso ter irmãos. Um beijo. Lourdinha

    ResponderExcluir
  4. Essas meninas são assunto para muitas postagens mesmo... São uma graça! A mais nova está muito engraçada e a mais velha (menos nova) está uma mocinha.
    Mas melhor assim, mesmo. Pior era ver as duas brigando dentro de casa... Isso é amor, isso é carinho!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, sua opinião é sempre importante.
Beijocas!